Guia de Adestramento de Cães Passo a Passo

Como acostumar um cachorro com outro

Então você decidiu adotar um novo integrante para a família, mas já tem um cachorro em casa e não está muito seguro de como vão ser as coisas.

Pode ser que os dois se amem logo de cara. Ou pode ser também que os dois se odeiem, trazendo assim caos ao lar.

E aí? Adotar ou não adotar um novo cão?

O maior erro das pessoas quando trazem um novo cachorro para casa é não dar tempo suficiente para que os dois animais se adaptem um ao outro.

E é claro que qualquer mudança súbita no ambiente vai assustar o seu cachorro, não é mesmo?

Ainda mais se essa mudança inclui a presença de outro cão o qual ele nunca viu antes na vida.

Não se deve levar um cão diferente diretamente para a sua casa, pois este é o território do seu pet e qualquer outro cachorro ou animal que entrar nele vai ser considerado um intruso.

Diante disso, procure antes realizar encontros com os dois cães em território neutro — como em um parque ou em um campo — e por pelo menos três vezes.

Durante o encontro, não os force a interagir um com o outro.

Essa interação deve ser feita de modo natural, ou seja, cada cachorro deve agir por vontade própria.

A princípio, o ideal é que ambos estejam usando coleira — controlar um cão na coleira é bem mais fácil! Então, deve-se observar o comportamento de cada um.

Se algum deles estiver latindo, rosnando ou apresentando outros sinais de rejeição ou agressão, procure afastá-los um do outro e não deixe que ataques ocorram.

Uma vez que eles já tenham se farejado e pareçam estar de acordo com a presença um do outro, as coleiras podem ser retiradas — desde que estejam todos em um local fechado.

Caso estejam em um espaço aberto, procure utilizar uma coleira com uma guia longa ou retrátil.

Depois disso, você pode introduzir o novo cachorro à sua casa.

Faça isso de preferência quando o seu cachorro não estiver lá ou não estiver próximo à área em que vocês se encontram.

Leve o novo cachorro na coleira e permita com que ele explore a casa.

Quando o seu cachorro, o que já está a mais tempo na casa, estiver presente, deixe o novo cão preso, mas com a possibilidade de ver, farejar e ouvir o outro para que assim ambos possam se comunicar.

Assim que você perceber que os dois parecem querer interagir um com o outro, você pode manter os dois soltos na mesma área por um certo período de tempo. Não se esquecendo de supervisioná-los.

O ideal é planejar um horário para que essas interações e que elas ocorram diariamente.

Conforme os dois forem se acostumando melhor um com o outro, depois que eles já tiverem criado uma convivência amigável, você pode passar a deixá-los juntos por um tempo maior, ou o tempo todo.

No início desse processo, será necessário também que você alimente cada cachorro em uma área diferente.

Após alimentá-los, você deve retirar os pratos ou tigelas de comida quando os dois cães voltarem a estar juntos. Brinquedos também devem ser retirados.

Isso fará com que os cães não sintam que precisem competir por recursos, o que por sua vez evitará conflitos.

Atenção! Mesmo depois que eles já estiverem bem acostumados um com o outro, quando você for alimentá-los, recomenda-se que se coloque a tigela de cada um longe uma da outra.

Outra dica para acostumar o seu cachorro com a presença de outro, é sair para passear com eles.

Neste caso, deve-se incluir outra pessoa, pois cada uma levará um cachorro. Faça-os andar para a mesma direção e tente manter o mesmo ritmo entre os dois.

No nosso Guia de Adestramento – Passo a Passo você aprende como ensinar um cachorro a passear com e sem a guia.

Durante o passeio, e aproveitando que todos estarão em território neutro, deixe-os interagirem um com o outro.

Não se esqueça também que é bem possível que o seu cachorro sinta ciúmes do recém-chegado, afinal, agora ele vai ter que dividir a sua atenção.

Nesse sentido, procure sempre dar atenção na mesma medida para os dois.

E se os cachorros brigarem?

Em um mundo ideal, todo mundo vive em paz. Mas, às vezes, conflitos acontecem.

Se os seus cachorros brigarem, separe-os e deixe cada um preso num canto diferente por algum tempo. Passados alguns minutos, observe quem é o puxador de briga e quem está sendo ameaçado.

Assim que perceber isso, deixe claro que brigas não são aceitas. Redirecione a atenção dos cachorros. Uma dica é levá-los para passear juntos.

Para evitar que as brigas ocorram novamente, procure sempre recompensá-los quando eles estiverem calmos e submissos.

Enfim, lembre-se de que quem manda na casa é você e os seus cães devem te ver como o líder da matilha.

Seguindo esses passos, você conseguirá fazer os seus cachorros se darem bem e assim todos poderão conviver em harmonia.

PET SHOP