Guia de Adestramento de Cães Passo a Passo

Como adestrar um Pinscher

Ah, os Pinschers! Tão pequeninos, mas com um ego tão grande.

Quem tem um Pinscher ou já conheceu algum Pinscher na vida, sabe como eles são. E o que eles têm de pequeno, eles têm de atitude.

Esta definitivamente não é uma das raças mais simples de se ter. E, por isso, não é recomendada para donos de primeira viagem.

Embora todo mundo diga que raças de cães menores sejam mais fáceis de serem criadas, além de terem energia de sobra, os Pinschers têm uma personalidade bastante forte e podem virar os reis da casa em bem pouco tempo.

Por isso, o adestramento de indivíduos desta raça acaba sendo um grande desafio para os donos.

Por que é tão importante adestrar um Pinscher?

Adestrar um Pinscher, ou qualquer outro cachorro, é importante porque isso coloca o animal no seu devido lugar e evita muitos problemas.

Todos sabemos que cães mal-educados podem acabar destruindo a casa inteira, gerando assim prejuízos para os donos ou outras pessoas, e até mesmo causar acidentes e machucar outras pessoas e animais.

No caso dos Pinschers, é ainda mais importante adestrá-los de forma adequada por causa da sua personalidade.

Esta é uma raça muito inteligente que aprende as coisas facilmente e que pode se sobressair em várias áreas diferentes.

No entanto, se o dono não for firme com o seu Pinscher, este logo aprende a fazer aquilo que lhe é mais conveniente, e passa a ignorar as ordens do dono.

Em geral, os Pinschers conseguem reter tudo o que aprendem. E uma vez que eles tenham aprendido algo, isso permanece com eles por um bom tempo.

O que quer dizer também que se eles aprenderam algum mau hábito, isso será difícil de ser consertado — mas não impossível, é claro!

Portanto, é importante começar a educá-los de forma correta desde cedo.

Etapas para o adestramento de um Pinscher

Em primeiro lugar, é importante conhecer um pouco mais sobre a raça.

O Pinscher é uma raça de pequeno porte, originada da Inglaterra.

Apesar de pequenos, eles têm energia de sobra. Também são cães muito atentos e que costumam latir bastante.

E, além disso, têm personalidade forte e são teimosos.

Mas também são leais aos seus donos, podem ser bastante afetuosos e gostam de agradar — lembre-se deste último aspecto quando estiver adestrando o seu Pinscher!

Já sabendo das características desta raça, vejamos como proceder.

Seja o líder

Como com qualquer outro cachorro, mas especialmente com Pinschers, o dono precisa se impor e mostrar que é ele quem manda na casa.

É importante também que o seu cão enxergue no dono alguém em quem ele pode confiar.

Lembre-se que os Pinschers têm personalidade de rei e podem se tornar verdadeiros tiranos do lar.

Desde cedo, é necessário impor limites ao seu cão e ser firme nas suas ordens — não precisa gritar, muito menos bater no animal.

Comece a treinar os comandos mais básicos com o seu Pinscher e tenha firmeza na voz.

E, de maneira alguma, volte atrás após ter dado um comando ao cachorro, ainda que ele não esteja te obedecendo.

Evite também mimar o seu Pinscher.

Reforço Positivo

É preciso ser firme, mas também é necessário saber quando recompensar o seu cachorro por meio do adestramento positivo.

Toda vez que o seu Pinscher te obedecer e agir da maneira correta, busque recompensá-lo com algum petisco ou brinquedo e/ou dê a atenção que ele merece.

No momento em que você estiver o recompensando, faça isso usando um tom de voz mais brando e alegre, assim ele vai associar essa experiência a algo positivo.

Socialização

Como os Pinschers têm um ego grandioso, eles não costumam gostar muito de dividir a atenção com outros cães e, por isso, têm a tendência de serem agressivos ao redor de outros animais.

Portanto, a sua socialização deve ser, de preferência, realizada enquanto eles são filhotes.

Procure incluir também nessa socialização desconhecidos, já que os Pinschers podem ficar tímidos e desconfiados ao redor dessas pessoas, e crianças, pois eles podem ficar mal-humorados diante delas, ainda mais se estas forem mais agitadas.

Lembrando que é necessário ter uma supervisão durante a socialização do seu Pinscher com outros cachorros ou crianças para evitar possíveis acidentes.

Controlando o latido do Pinscher

Esta é uma raça que costuma latir bastante e se isso não for controlado desde cedo, pode causar muita dor de cabeça para os donos mais tarde.

Para evitar isso, é importante ensinar comandos ao seu Pinscher para ele saber quando parar de latir.

Além do adestramento, não se esqueça de exercitá-lo bastante, uma que vez o Pinscher é um cão bastante ativo e se ele ficar muito tempo sozinho dentro de casa, com certeza vai sair aprontando todas.

Seguindo todos esses passos então, você terá um Pinscher bem-educado, que te respeitará e te amará muito.

PET SHOP