Guia de Adestramento de Cães Passo a Passo

Por quê os Cães Lambem as Patas

Por quê os Cães Lambem as Patas

Mesmo que, por vezes, pareça muito, sabemos que os cachorros não podem falar. Mas isso não significa, no entanto, que não possam se expressar. Eles sempre vão arranjar uma forma de se comunicar, e você, como dono, precisa sempre estar atento e saber “ouvir”.

Seja por razões físicas ou psicológicas, não é raro de observar alguns cães lambendo as patas mais do que o normal. O desenvolvimento deste hábito sempre tem um motivo por trás, e você aprenderá agora a identificá-lo e evitar que o seu cachorro se machuque.

Possibilidade 1: Parasitas

O cachorro pode ser parte da família, mas lembre-se, ele ainda é um bichinho. Por isso, está sujeito a ter pulgas, carrapatos, ácaros e outros parasitas.

Muitas vezes, esses intrusos são microscópicos, e você poderá ter dificuldade de identificá-los sozinho. Mas então, como saber se é esta a razão de tantas lambidas? Geralmente, se for este o caso, o cachorro acabará também mordendo as patas, tamanha a coceira.

Outra dica é observar se ele coça outras partes do corpo, pois os parasitas não irão se limitar às patas. Se você identificar que esta deve ser a razão das lambidas, o melhor é procurar o veterinário, que fará um exame mais aprofundado, identificará exatamente o parasita e indicará o tratamento adequado.

Possibilidade 2: Objetos Estranhos

Cachorro feliz é cachorro que passeia, brinca e vai para a rua.

Porém, às vezes, o passeio “deixa lembranças”. Se alguma pedrinha, espinho, madeira ou outro resíduo qualquer ficar preso na pata do seu cão, poderá ser motivo para as lambidas compulsivas. Nada que uma examinada básica da sua parte não resolva.

Possibilidade 3: Alergias

Alimentação, produtos de higiene e até mesmo elementos da natureza (como pólen ou grama): vários motivos podem desencadear uma alergia no seu mascote. Aliás, estima-se que 15% a 20% de todos os cães desenvolverão alguma alergia a substâncias ambientais em algum momento da sua vida.

Ele poderá sinalizar a ocorrência da mesma através de lambidas excessivas. Novamente, uma alergia provavelmente trará desconforto e coceiras em outras partes do corpo, portanto, observe bem o comportamento do cachorro. Se uma alergia for identificada, confie no veterinário para indicar o tratamento adequado.

Possibilidade 4: Dores Físicas

Eliminadas as possibilidades mais superficiais e aparentes para as lambidas, talvez uma investigação aprofundada se faça necessária. Brincadeiras mais radicais poderão causar, por exemplo, luxações, dores musculares e até fraturas em membros do corpo.

Lambidas em exagero no local da dor poderão ser uma forma do cachorro expressar o seu desconforto, e ele conta com você para ajudá-lo com o tratamento adequado.

Possibilidade 5: Fatores Emocionais

Apesar de haver controvérsias, muitos especialistas acreditam que tédio, ansiedade e solidão possam explicar as lambidas em excesso nas patas. Assim como seres humanos roem as unhas, por exemplo, como uma manifestação de ansiedade, os cachorros também lamberiam suas patas por este motivo.

Seja para “passar o tempo” ou chamar a atenção dos donos, esse hábito pode causar feridas e irritações. Por isso (e por mil outros motivos), desencoraja-se a adoção de um cão caso você não possa dar atenção a ele. Brincadeiras, atenção, petiscos para roer e, claro, muito carinho evitarão que seu cachorro desenvolva hábitos não-saudáveis.