Guia de Adestramento de Cães Passo a Passo

O que precisa para ter um cachorro?

O que precisa para ter um cachorro

Foto por smlp – Flickr

Ao se deparar com um cachorrinho e sofrer de uma vontade louca de levá-lo para casa, não se preocupe, é o nosso instinto de proteção da mãe natureza chamando. No entanto, antes de atender a esse chamado repleto de afeto e impulso, junte razão à emoção para ter certeza de que você poderá se responsabilizar pelo bichinho ao longo de toda a vida dele. Cães vivem, em média, de 10 a 13 anos.

Confira o que precisa para ter um cachorro em casa e seja o mais novo dono do peludinho do pedaço!

Tempo e amor, combinação perfeita

O bem mais precioso da atualidade também é muito requisitado pelos cães: o tempo dos donos. O cachorro precisa passear uns bons 45 minutos por dia, distribuídos entre 2 ou 3 passeios geralmente.

Caso trabalhe fora o dia todo, organize-se para dar atenção ao cachorro antes e depois do expediente. Se você tiver a possibilidade de levar o cão para o trabalho ou trabalhar de casa alguns dias da semana, melhor ainda!

Além disso, vale sempre lembrar: todo o amor que o cão tem pelos donos deve ser recíproco, e precisa partir de todos os membros da família. Se alguém em sua casa não curte muito bichinhos, repense essa escolha.

Espaço físico

Para os amantes de cachorros que não contam com pátios e casas grandes, uma boa notícia: existem inúmeras raças de pequeno porte que se adaptam bem a apartamentos e ambientes menores. Confira nossa lista de melhores cachorros para apartamento.  Opte por uma raça que tenha um tamanho condizente com o ambiente em que irá viver e você terá um cão sempre feliz — simples assim!

Planejamento financeiro

Os custos básicos com o cão envolverão comida, produtos veterinários de uso regular (vacinas anuais, vermífugos e antiparasitários) e consultas de rotina ao veterinário. Esses valores variam muito de acordo com cada cão e profissionais envolvidos, mas podem ser facilmente estimados com uma visita prévia à clínica de sua preferência. Perguntar a amigos que já têm cachorros também ajuda muito nessa previsão.

Infelizmente, também existem as situações que fogem ao nosso controle. Se o cãozinho vier a adoecer, você terá recursos e irá querer usá-los para esse fim? Seja sincero consigo mesmo e consciente nessa decisão.

Itens de uso pessoal, quer dizer, canino

Essa é a parte mais fácil e, para quem não resiste a uma pet shop, a mais divertida. Muitos desses produtos durarão por vários anos e, pesquisando bem, é possível encontrar opções que caberão em seu bolso.

Para viver confortavelmente e com segurança, o cão precisará de uma caminha (que comporte o tamanho do cão adulto), coleira ou peitoral com plaquinha de identificação (se o danadinho fugir, você vai lembrar dessa dica), guia (segurança em primeiro lugar — sempre use a guia para passear na rua) e potes para água e comida.

Uma escova para os pelos também é altamente recomendada e, se os banhos forem dados em casa, adquira um xampu para cães. Para evitar o tédio do animal e possíveis danos aos móveis, comprar alguns brinquedos é uma boa ideia. Grandes investimentos são dispensáveis: muitas vezes, é dos baratinhos que eles gostam mais!

Casos especiais em que o cão será transportado em automóveis ou vive em uma região mais gelada pedem, respectivamente, uma caixa de transporte ou cinto de segurança canino e uma roupinha para proteger do frio.

Por fim, tenha sempre consigo saquinhos para recolher o cocô do seu pet. Podem ser os específicos para esse fim ou mesmo saquinhos de supermercado: o que importa é manter a calçada limpa!
Agora que você já tem tudo o que precisa, resta só escolher qual rabinho irá balançar todos os dias em sua casa.