Guia de Adestramento de Cães Passo a Passo

Meu cachorro está inquieto. O que pode ser?

Os sintomas de inquietação em um cachorro podem ser variados. Quando um cão está se sentindo mais agitado, ele pode rosnar, morder, sentir-se mais acuado, correr com a intenção de fugir e evitar o seu dono. E as causas de tamanha inquietação, quais podem ser?

Também podem ser várias, o que pode fazer com que os donos quebrem um pouco a cabeça para descobrir os motivos que levaram o amigo canino a ficar assim. Se você notou algum ou alguns dos comportamentos aqui mencionados em seu animal de estimação, vejamos algumas possibilidades.

O primeiro motivo no qual pensamos quando vemos um cachorro agitado é de que algo pode estar errado. Pode ser por algum problema de saúde, alguma doença que esteja o afetando ou apenas um mal-estar. Ou pode ser pelo tédio e ansiedade, assim como nós humanos costumamos nos sentir às vezes.

Mas também pode ser por outras causas. Talvez seja uma agitação decorrente de algum trauma ocorrido no passado ou o seu cão está querendo demonstrar um domínio territorial, ou seja, quer mostrar quem é o macho alfa. Pode ser também que ele esteja só querendo chamar a sua atenção – se ele estiver demonstrando um comportamento destrutivo e agressivo, latindo excessivamente e urinando mais do que o normal, isso pode ser indicação da Síndrome da Ansiedade de Separação (SAS).

É também importante verificar as características da raça do seu cão. Algumas raças possuem uma grande disposição energética e muitos originalmente eram usados para diversas atividades como os Border Collies que ajudavam no pastoreio, ou os Labradores que são grandes nadadores e ajudavam na pesca. Portanto, tais raças são mais agitadas por natureza e, por isso, deve-se observar bem os tipos de atividades que se realizam com elas e o ambiente em que vivem. Manter um Border Collie confinado dentro de um apartamento, por exemplo, vai deixá-lo bastante ansioso e mais agitado do que o costume.

Agora que já sabemos alguns dos motivos que podem deixar um cachorro inquieto, veremos o que fazer para diminuir esse sintoma. A abordagem vai depender da causa que originou tal inquietação. Se você desconfiar que é por causa de alguma doença ou outro problema físico, ou ainda por algum trauma, consulte um veterinário e veja qual o melhor tratamento a ser feito para o caso do seu cão. Se o cachorro estiver passando muito tempo sozinho, procure dar mais atenção a ele e faça-lhe companhia. Se for uma agitação que já é típica do comportamento dele, procure evitar ações que possam desencadear tal comportamento.

De qualquer forma, procure sempre manter uma rotina saudável para o seu cão, exercitando-o com passeios e muitas brincadeiras habitualmente e alimentando-o com boas rações e sempre nos mesmos horários, e sempre evitando deixá-lo em situações ou lugares que possam lhe causar estresse.

 
Procurando ração, anti-pulgas, brinquedos e acessórios para o seu cão? Conheça estas ótimas ofertas.